Pesquisa personalizada

31 janeiro 2011

Visitar Ansião

Ansião é uma vila do distrito de Leiria com cerca de 2 500 habitantes.
É sede de um município com 179,98 km² de área e 13 719 habitantes (2006), subdividido em 8 freguesias. O município é limitado a nordeste pelo município de Penela, a leste por Figueiró dos Vinhos, a sul por Alvaiázere, a oeste por Pombal e a noroeste por Soure.

Ansião teve foral manuelino em 1514 e foi feita vila por D. Afonso VI.


História Resumida

Embora as primeiras referências a Ansião datem de 1175, só no ano de 1514 D. Manuel a eleva a vila, e lhe outorga foral. A História de Ansião pode começar milénios antes ali bem perto: a existência de uma Anta na Atalaia, outra em Alto do Pisca e a localização de um castro da Idade do Ferro no Escampado de S. Miguel são disso testemunho. Um tesouro de denários encontrado junto do castro de Trás de Figueiró, e a possibilidade de a Via Romana que de Sellium se dirigia a Conímbriga atravessar estas terras, parece ficar provada em Santiago da Guarda.

E esta viagem deve continuar por Alvorge e Torre de Vale Todos e Lagarteira, povoações que se situariam na área da Ladeia, linha de fronteira entre cristãos e mouros nos séculos XII e XIII. Também Medieval é o forno do Avelar. Forno que, pela Senhora da Guia em Setembro, cozia o "Bolo" que era distribuído ao povo. Muitos séculos depois, em 1933, José Malhoa pintava um belissimo retábulo dedicado a Nossa Senhora da Consolação, que está no altar-mor da Igreja Matriz de Chão de Couce.


Ambiente
Na imensidão dos vales e serras, encontra-se um refúgio de ar puro e verdadeira qualidade de vida. Para viver esta experiência, visite as aldeias típicas ou vá até um dos muitos miradouros existentes e deixe-se encantar pela vista. Os moinhos de vento giratórios da Melriça, do Outeiro e do Anjo da Guarda são testemunhos vivos da tipicidade desta região.
Graças às suas manchas florestais, Ansião oferece ainda excelentes condições para a prática cinegética, sendo um habitat singular para espécies como a perdiz, coelho e lebre e para a realização de montadas de javali.
Vá até à nascente do Rio Nabão e deixe-se contagiar pela natureza no seu estado mais puro. No início da Primavera, a rocha que abunda nos terrenos é salpicada por espécies raras de flora. No Inverno, o verde renasce em todo o seu esplendor, sendo recortado apenas pelos muros de pedra que adornam a serra e lhe dão o ar de manta de retalhos.

Gastronomia
É nesta união com a serra que encontramos toda a riqueza da gastronomia ansianense. Destacam-se as sopas ricas em legumes e pratos tradicionais como a Sardinha Albardada, as Favas guisadas, as Papas com Farinha de Milho e os Chícharos com couve miúda e batata à rodela, o Cabrito e o Borrego de Sicó.

É graças à alimentação serrana do gado caprino e ovino que outros pratos típicos de Ansião possuem um sabor igualmente único. O solo argilo-calcário e os tomilhos que adornam a serra são os pormenores que marcam a diferença no aroma das carnes, dos vinhos e no paladar inigualável dos queijos, entre outras iguarias.

O Que Visitar

No Concelho:
Rio Nabão

Na Freguesia de Alvorge:
Capela da Misericórdia
Capela de Nossa Senhora do Pilar
Castelo do Rabaçal
Cruzeiro
Igreja Matriz
Moinhos de Vento do Outeiro
Monte Juromeno

Na Freguesia de Ansião:
Capela de Nossa Senhora da Paz em Constantina
Capela de São Brás
Fontanário de Rainha Santa Isabel
Fonte Santa
Igreja Matriz
Igreja da Misericórdia
Padrão Seiscentista
Ponte da Cal
Ponte sobre o Rio Nabão
Praia Fluvial
Pelourinho

Na Freguesia de Avelar:
Igreja de Nossa Senhora da Guia
Lago da Praça Costa Rego
Forno de Nossa Senhora da Guia
Pelourinho

Na Freguesia de Chão de Couçe:
Igreja
Miradouro de Camporêz
Pelourinho

Na Freguesia de Pousaflores:
Pelourinho
Capela da Portela
Capela de Nossa Senhora do Pranto
Capela do Anjo da Guarda
Igreja

Na Freguesia de Santiago da Guarda:
Cruzeiro
Igreja
Moinho de Vento
Paço dos Vasconcelos

Na Freguesia de Torre De Vale de Todos:
Coreto
Capela do Freixo
Cruzeiro
Igreja


21 janeiro 2011

Visitar a Necrópole da Tapada do Anjo - Vila Ruiva

A necrópole medieval da Tapada do Anjo, localizada na Freguesia de Vila Ruiva, constitui um importante elemento patrimonial,infelizmente mal preservado. Apenas cinco sepulturas mais perto da capela estão preservadas, as restantes sepulturas estão praticamente invisíveis pela vegetação e algumas estão enterradas.

Visitar o Solar dos Soveral-Pedroso - Vila Chã

O Solar dos "Soveral-Pedroso", localizada na Freguesia de Vila Chã, possui uma pequena capela.

Visitar a Igreja de Nossa Senhora das Boas Novas - Vila Chã

Visitar a Igreja da Mata - Sobral Pichorro

20 janeiro 2011

Visitar o Castro da Fraga da Pena - Queiriz

O Castro da Fraga da Pena, localizado na Freguesia de Queiriz, data da Idade do Bronze.

Visitar o Pelourinho de Casal do Monte - Queiriz

O Pelourinho de Casal do Monte, localizado na Freguesia de Queiriz é talhado em granito cinzento de grão grosso. Possui três degraus octogonais.
Tem fuste liso de base quadrangular, de secção octógona.
O vértice da pirâmide do remate é cingido por anel de ferro bastante alto. Este pelourinho é datado do reinado de D. Manuel I.

Visitar o Nicho de Nossa Senhora dos Milagres - Queiriz

Visitar o Santuário do Senhor dos Remédios - Muxagata

18 janeiro 2011

Visitar a Ribeira de Muxagata

Visitar a Igreja de São Miguel - Muxagata

Visitar a Capela de São Sebastião - Muxagata

Visitar a Capela de Muxagata

Visitar o Calvário de Muxagata

O Calvário de Muxagata é o local onde se realiza a procissão para Bênção dos Campos.

17 janeiro 2011

Visitar o Pelourinho de Matança

O Pelourinho de Matança, situado na freguesia de Matança, foi erguido após a concessão de foral a esta localidade por D. Manuel II em 1514 e situa-se num pequeno largo no centro da povoação.
Este Pelourinho é composto por um soco octogonal com três degraus sobre o qual se ergue a coluna de fuste octogonal e liso, com base quadrada. A coluna é encimada por um corpo constituído por um tronco de pirâmide de base octogonal invertida sobre o qual assenta uma gaiola rematada por um segundo tronco de pirâmide octogonal, este último coroado por uma esfera.
Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Visitar a Ponte Romana de Matança

Visitar a Igreja de Santa Maria Madalena - Matança

Visitar o Dólmen de Matança

O Dólmen de Matança, situado na freguesia de Matança, é também conhecido pelo nome de Orca de Corgas da Matança.
Terá sido construído no final do neolítico (cerca de 2900-2640 a.C). Apresenta câmara funerária de nove esteios, alguns dos quais exibem o que parecem ser restos de gravuras.
O Dólmen de Matança está classificado como Imóvel de Interesse Público

13 janeiro 2011

Visitar o Tanque Comunitário de Infias

Visitar o Pelourinho de Infias

O Pelourinho de Infias é uma construção de estilo manuelino de pinha piramidal, composto por três degraus octogonais, um fuste também octogonal com anel de ferro e, no cimo, um corpo prismático com elementos heráldicos.

Visitar a Igreja de São Pedro - Infias

A Igreja de São Pedro, localizada na Freguesia de Infias, trata-se de uma construção neoclássica, que apresenta uma planta longitudinal composta por uma nave, uma capela-mor mais estreita e baixa e um campanário e sacristia adossados. No interior, destaca-se o retábulo-mor tardo-barroco e para o arco triunfal com arco e pilastras biseladas.

Visitar a Fonte de São Pedro e Santa Luzia - Infias

A Fonte de São Pedro e Santa Luzia, localizada na Freguesia de Infias é um construção em granito composta por três corpos.
Nas laterais apresenta dois paineis de azulejo com as imagens de São Pedro e de Santa Luzia.

10 janeiro 2011

Visitar o Solar dos Abreu Castelo Branco - Fornos de Algodres

Visitar o Pelourinho de Fornos de Algodres

O pelourinho de Fornos de Algodres apenas apresenta como elementos originais o terço inferior do fuste da coluna, a base e o remate da gaiola. É classificado como pelourinho manuelino revivalista. Apresenta uma gaiola estilizada que pousa sobre o último anel do fuste, assentando sobre dupla moldura o remate cónico encordoado onde, com certa elegância, pousa volumosa bola terminal.

Visitar o Painel de Azulejos das Freguesias - Fornos de Algodres

Painel de azulejos, localizado em fornos de Algodres, e dedicado às freguesias do Concelho.

09 janeiro 2011

Visitar o Monumento ao Pastor - Fornos de Algodres

Visitar o Coreto Municipal de Fornos de Algodres

Visitar a Capela de Nossa Senhora da Graça - Fornos de Algodres

Visitar a Capela de Nossa Senhora dos Remédios - Fornos de Algodres

Visitar a Calçada Romana de Fornos de Algodres

A Calçada Romana de Fornos de Algodres é um troço pertencente à rede viária centrada na ligação de Mérida a Viseu, que passava por Idanha-a-Velha e Guarda.

07 janeiro 2011

Visitar o Pelourinho de Figueiró da Granja

O Pelourinho de Figueiró da Granja é do século XVI e do tipo manuelino.
Trata-se de uma coluna octogonal de granito emerge dum pedestal de 4 degraus de cantaria grossa, também de sector octogonal. O fuste tem 3 metros de altura. Sobre o fuste, como ornato, um segundo corpo, bem ajustado, alargar-se em losango, ao qual está amarrado por uma corda o escudo manuelino com as quinas, também emoldurado por uma corda rebordante. Servindo de pináculo encontra-se a esfera armilar.

Visitar a Igreja de Nossa Senhora da Graça - Figueiró da Granja

A Igreja de Nossa Senhora da Graça, localizada na Freguesia de Figueiró da Granja foi construída algures entre o século XIII e o século XIV.
O templo primitivo terá sido muito simples. O templo actual data dos séculos XVIII e XIX, acrescentado nos princípios do século XX, altura em foi alteada a fachada e erguida a magnifica torre sineira.
A porta principal encontra-se virada a poente. À direita, justa-posta à igreja, ergue-se a nova torre, de 22 metros de altura.

Visitar a Capela de Copacabana - Figueiró da Granja

A Capela de Nossa Senhora de Copacabana, localizada na freguesia de Figueiró da Granja, apresenta uma construção em planta quadrangular (ou quase) e cobertura de quatro águas, (outrora telhado, mas depois da qualificação em metal) e a fontaria em empena recta com um campanário a rematá-la.
A denominação da capela de origem na América do Sul e pouco frequente em Portugal deve-se ao facto do fundador ter sido missionário nesse continente.
A Capela foi fundada no século XVII e apresenta um belo adro murado que tem na extremidade norte um pequeno cruzeiro.

Visitar a Igreja de São Pelágio - Cortiçô

06 janeiro 2011

Visitar a Anta de Cortiçô

A Anta de Cortiçô que também é conhecida por Orca de Cortiçô ou Dólmen da Casa da Orca, localizada na Freguesia de Cortiçô, terá sido construída entre os anos 2900 a.c. e 2640 a.c.
A câmara, de planta poligonal, tem dimensões de 2.5 metros de diâmetro por três metros de altura e é composta por 8 esteios inclinados para o interior, dois dos quais se encontram tombados. A entrada principal, voltada para este, é precedida por um corredor curto e apresenta ainda parte da mamoa.
A Anta de Cortiçô está classificada como Imóvel de Interesse Público.


Visitar o Solar dos Sá e Melo - Casal Vasco

O Solar dos Sá e Melo, localizado na Freguesia de Casal Vasco, é uma casa quinhentista com quatro belas janelas manuelinas no andar nobre e uma elegante varanda.
Este solar foi residência dos Cáceres tendo passado para a família dos Sá e Melo no séc. XVIII e posteriormente para os Albuquerques da Casa da Insua de Penalva do Castelo que lhe colocaram o seu brasão.
Este Solar, também conhecido como Casa Insua, é actualmente um hotel Rural.

Visitar as Sepulturas Antropomórficas de Casal Vasco

As Sepulturas antropomórficas, localizadas na Freguesia de Casal Vasco são na realidade uma ovalada e outra antropomórfica. A diferença entre elas é que a sepultura antropomórfica possui contorno da cabeceira e é mais larga na zona dos ombros encolhendo na zona dos pés.
Estas sepulturas estão orientadas para oriente segundo a regra canónica.
Estas sepulturas terão sido escavadas entre os séculos VI/VII e o século IX.
Seriam sepulturas que seriam de adultos devido ao comprimento das sepulturas, cerca de 175 cm.

05 janeiro 2011

Visitar a Igreja de Santo António - Casal Vasco

A Igreja de Santo António, localizada na Freguesia de Casal Vasco é uma construção do séc. XIX, embora terá a sua fundação acontecido muito antes.
Situa-se à entrada da povoação e possui uma torre elegantíssima de quatro ventanas, onde estão actualmente dois sinos. Tem também uma representação duma cabeça humana.
No chão da igreja, embora por enquanto estejam tapadas, estão algumas sepulturas que terão perto de cinco séculos.
No jardim da igreja está também uma sepultura antiga de pedra que se deverá pertencer a um padre, tendo em conta um símbolo que nela se encontra e que aparenta ser um cálice.

Visitar a Estátua de Nossa Senhora de Fátima do Ramirão - Casal Vasco

Visitar a Estátua de Nossa Senhora de Fátima - Casal Vasco