Pesquisa personalizada

18 fevereiro 2011

Visitar o Forte de São João Baptista das Berlengas - Ajuda (Peniche)

O Forte de São João Baptista das Berlengas, também conhecido por Fortaleza das Berlengas, localiza-se na ilha de Berlenga Grande, no arquipélago das Berlengas, integrando o conjunto defensivo de Peniche.
O forte apresenta uma planta no formato de um polígono heptagonal irregular. No terrapleno, pelo lado voltado para a ilha, apresenta a edificação principal com dois pavimentos, com doze compartimentos onde funcionavam as dependências de serviço (Casa do Comando, Quartéis de Tropas, Armazéns, Cozinha e outros) e mais oito compartimentos inscritos no interior das muralhas. Um corredor sem iluminação dá acesso internamente aos vários pontos da estrutura. Voltadas para o mar rasgam-se onze canhoneiras.
O Forte foi mandado construir no contexto da Guerra da Restauração, sob o governo de D. João IV (1640-1656). Embora não se conheça a data exacta em que as obras foram iniciadas, já em 1655, quando ainda estava em construção, resistiu com sucesso ao seu primeiro assalto, ao ser bombardeada por três embarcações de bandeira turca.
Durante a Guerra Peninsular foi utilizada, como base de apoio pelas forças inglesas, numa campanha de guerrilha na qual colaborou activamente a população de Peniche.
Mais tarde sofreu obras de restauração, com a reedificação da Capela em seu interior.
Durante a Guerra Civil Portuguesa (1828-1834), a fortaleza encontrava-se em mãos dos partidários de Miguel I de Portugal (1828-1834). Com deficiência de artilharia, entretanto, não resistiram diante do assalto dos liberais que a utilizaram como base para o assalto à cidadela de Peniche, reduto dos miguelistas.
Sem maior valor militar, diante da evolução dos meios bélicos no século XIX, foi desmantelado (1847) e abandonado passando a ser utilizada como base de apoio para a pesca comercial.


Sem comentários:

Enviar um comentário